Explorando o mundo das rochas.
  1. Mídias
  2. Escarpa de praia em Tamandaré

Escarpa de praia em Tamandaré

Publicado por Aléssio

no dia 18/07/2020

128 visualizações

0 comentário

Berm scarp

Escala do sujeito : 1 m

Descrição

Um simples barranco de areia pode contar muita história. Muitos pesquisadores se interessam por estas formações, pois trazem muito conhecimento sobre os processos erosivos recentes dos ambientes costeiros. E podem também contar histórias mais antigas, através da analise dos padrões de deposição sedimentar, ajudando a prever o futuro.

Na escala da fotografia, esta formação é conhecida como escarpa de praia, definida como um declive íngreme ou uma falésia em miniatura formada pela ação das ondas em frente à berma, em uma praia. Estudando os sedimentos destas escarpas, os pesquisadores podem entender como as praias, dunas e enseadas costeiras respondem a uma grande variedade de fenômenos naturais, reconstruindo seu comportamento passado ao longo de milhares de anos. Assim, os cientistas são capazes de determinar os locais e a extensão da erosão costeira passada, sendo possível avaliar a vulnerabilidade de um segmento específico da costa a futuros impactos de eventos climáticos estocásticos [1].

As escarpas de praia (escarpas de berma ou de tempestade) surgem frequentemente durante o inverno ou em tempestades (daí um dos seus nomes) quando as ondas são maiores e cortam e promovem o recuo das bermas [2].

Registro realizado em Tamandaré, litoral sul de Pernambuco, no dia 17 de julho de 2020. Esta escarpa também sofre influência de um pequeno maceió.

Marcadores do autor

Observações

[1Ilya V. Buynevich. (2015, novembro). Sediments Shed Light on Past Coastal Events [Science]. Geotimes. http://www.geotimes.org/nov05/geophen.html

[2da Silva, M. A. M., da Silva, A. L. C., & Silvestre, C. P. (2017). Formação de escarpas de tempestade e seu reconhecimento no registro geológico: planície costeira de Maricá (Rio de Janeiro, Brasil). Revista Brasileira de Geomorfologia, 18(4), 841-852.

Comentar

Quem é você?
Conectar-se
Sua mensagem

Este formulário aceita os atalhos do SPIP [->url] {{negrito}} {itálico} e o código HTML . Para criar parágrafos, basta deixar uma linha em branco.